sábado, 28 de novembro de 2009

APROVAÇÃO AUTOMÁTICA, O RETORNO...

Divulgação: Cristina Nascimento (O Dia, 28/11/2009, pág. 6)

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe) condenou a decisão da prefeitura de dar uma segunda chance aos alunos que forem reprovados. A medida é vista pela instituição como uma volta da aprovação automática. (...) uma tentativa do município de aumentar os índices de aprovação na rede, já que os resultados dos exames do última Provão apresentarem uma queda nas notas de Português e Matemática dos alunos do 4º, 7º e 8º anos em comparação com os exames anteriores.

O fim da aprovação automática foi decretado pelo prefeito Eduardo Paes no seu primeiro dia de governo. (...) Três é o número máximo de disciplinas em que o aluno poderá obter conceito insuficiente e, ainda assim, ser aprovado.

Pelo calendário da Secretaria de Educação, no próximo dia 17 ocorre a prova de segunda época para alunos do 9º ano e a entrega dos dever de férias. A antecipação da data tem o objetivo de facilitar a matrícula no Ensino Médio dos aprovados. No dia 18, sai o resultado da avaliação do 9º ano, é aplicada a segunda chamada para os estudantes do 3º ao 8º ano é feita a entrega do dever de férias. O resultado será no dia 21.

Mais sobre avaliação, leia em Aprovação X Reprovação

Um comentário:

Roit disse...

Mestres criticam 2ª chance a alunos. Para professores, 'dever de férias' e a volta da aprovação automática, apesar da declaração de Cláudia Costin de que "não tem nada de volta de aprovação automática. Temos regras. A segunda época é parte de um sistema em que existe a possibilidade de reprovação. O aluno que tiver conceito I em até três disciplinas terá que fazer o dever de férias em todas elas e será submetido à prova". (O Dia, 28/11/2009, p. 6)

Paulo Freire

"Ensinar exige reconhecer que a educação é ideológica."

(Pedagogia da autonomia)